terça-feira, 1 de junho de 2010

Maduro para o verde?

Nada menos que 115 000 pessoas preencheram cadastro e manifestaram algum interesse na compra de um Leaf, o elétricoque a Nissan planeja lançar em dezembro deste ano. Mas, antes de comemorar o bom sinal, a Nissan parece preocupada em evitar choques futuros e pretende questionar os pretendentes sobre a maturidade da opção por um elétrico. “A Nissan quer ser transparente com os consumidores sobre as limitações e os benefícios do Leaf. O motor elétrico promete uma autonomia de 160km antes de sua bateria estar descarregada. Esse sistema será adequado para a maioria das necessidades diárias, mas não irá satisfazer todas”, diz Carlos Tavares, presidente da Nissan América. O executivo afirma ainda que o carro elétrico pode não ser o mais adequado para aqueles que percorrem longas distâncias e que não têm garagem em casa, onde poderiam instalar um recarregador. Com essa sinceridade, a Nissan quer evitar que a imagem de seu elétrico seja prejudicada por falta de entendimento da proposta. E investe pesado na conscientização do consumidor, informando tudo que ele precisa fazer para ter o carro elétrico. O caminho é longo para chegar ao Leaf. Primeiro, deposite 99 dólares para reservar o veículo. Preencha um questionário, informando seus hábitos e qual o estado da instalação elétrica de sua casa. Se você for aprovado, a reserva será descontadado valor total. É a hora de um eletricista ir atéa casa do cliente para estimar o gasto na instalaçãodo sistema de recarga. Só o recarregador custa1100 dólares, fora a fiação e os demais componentes. Passados esses estágios, lembrando sempre aproposta, é hora de assinar o cheque de 25280dólares (nos Estados Unidos) e adquirir o veículo.

0 comentários:

Fusos Horários